Condição para a longevidade

Posted on dezembro 6, 2008. Filed under: Teoria e Prática |

grav_velhinhos_dois-thumb

“A longevidade saudável é um desejo das pessoas modernas, nesta época de poluição generalizada. Muitas infecções e doenças por bactérias foram eliminadas pelo desenvolvimento da ciência médica de prevenção das doenças e pelos antibióticos; mas o aumento das doenças crônicas ainda é um problema da medicina moderna. Não podemos menosprezar o aparecimento de novos sintomas e doenças surgidas pela poluição, que há tempos atrás eram, até, bem raras.

Por vezes, entendemos mal a longevidade média. Pensamos que o aumento da longevidade média nos dará perspectiva de vida mais longa. Este é um grande engano. A longevidade média não diminui a taxa de mortes individuais.

É verdade que a saúde melhorou e a taxa de mortalidade infantil caiu em âmbito nacional, por força do desenvolvimento econômico. Por outro lado, porém, as doenças de adultos aumentaram.

A construção econômica acarretou a destruição da natureza, em todos os campos. A renda nacional é maior, mas, em compensação, os rios de São Paulo e no Rio de Janeiro, por exemplo, estão poluídos, e a fumaça das fabricas aumenta.

É comum dizer-se que a doença crônica resultou da vida civilizada. Supomos que a vida dos médicos é melhor e mais longa, pois conhecem medicamentos que estão sempre ao seu alcance. Na realidade, todavia, sua vida esta sujeita aos mesmos problemas de saúde de outros profissionais.

As maiores causas de morte são os acidentes ou as doenças. A razão fundamental do medo da morte baseia-se na perda da longevidade. Se gozarmos de longevidade, com o organismo forte e bom espírito, segundo uma ordem natural, não teremos medo, e a perda de longevidade não ocorrerá. O animal que deixa a vida em virtude de morte natural acostumou-se a se preparar, instintivamente, para o seu fim. O elefante, face a morte, se distancia do grupo e, sozinho, vai para um lugar, desaparecendo então.

As pessoas que gozaram suas vidas por completo, no ultimo momento, libertam-se e são capazes de prever os fatos. Os santos e os religiosos, face à morte, deixam antes uma observação. As pessoas que moram no país de longevidade como Hun-já e Kokus, levam uma vida ativa e alegre, mesmo na velhice. Assim como a vela que queimou e expira sozinha, os homens que usufruíram bem a vida, não tem medo de morrer. Ao contrário, ficam felizes e satisfeitos.

Os homens de maior longevidade foram excelentes em seus hábitos alimentares. Não comiam carne. As pessoas devem alimentar-se com arroz integral, vegetais, praticar jejum e caminhar uma vez por semana, no mínimo. Assim, é possível limpar o sangue e os intestinos. O tratamento para doenças crônicas é remédio baseado em redução alimentar, o que reduz a elevada nutrição. O nosso sistema objetiva livrar o individuo dos elementos tóxicos e residuais, sem adicionar qualquer coisa ao organismo para recuperação, e tentar formar nova constituição para resistir às doenças.

Recebendo dieta natural, o corpo recupera o equilíbrio.”

Texto retirado do livro: Doenças, causas e tratamentos – Autor: Dr. Jung Suk Yum – Imprensa Oficial do Ceará – 1982.

Obrigada a todos pela visita e um ótimo fim de semana!

Regina

Anúncios

Make a Comment

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Liked it here?
Why not try sites on the blogroll...

%d blogueiros gostam disto: